domingo, 30 de novembro de 2008

Drama do fds em casa

Ainda vou descobrir porque fazem a crueldade conosco de produzirem comédias românticas lindas com finais felizes.
Deve ser algum tipo de complô com as indústrias de chocolate, sorvete, telefônicas entre outros. Não pode ser simplesmente justo o que fazem com as pobres e indefesas almas que resolvem num momento de insanidade assistir essas pequenas maravilhas de no máximo duas horas. É como ver tudo aquilo que não acontece, os acasos sempre são desastrosos na verdade, e a porra da distância é sim um problema, a gente não vive só de amor, e trair não é a coisa mais normal do mundo, natal sozinha é uma merda e a gente não vai conhecer o amor das nossas vidas em duas semanas.
Nós mulheres somos, na maioria das vezes, mais emotivas, mais apegadas, e o que acontece? As que mais sofrem. Confesso que ultimamente ando dizendo que roubaram todo meu romantismo, o que eu realmente acho que aconteceu, felizmente já não sou mais a mesma, não perco horas do meu dia chorando ou olhando velhas fotos, pelo contrário, apaguei tudo, rasguei, joguei no lixo e coloquei a devida pontuação em cada coisa, mas mesmo assim ainda tem certos assuntos que deixam os olhos marejados, as pernas bambas e as mãos suando.
Ontem me flagrei dizendo o quanto a razão tomou conta de mim... Fiquei triste.
E vem minutos tristes atrás de minutos tristes, viajar? Mudar? Só se for pra Europa*.


*Não morro sem ir pra lá. Hahaha.
Momento Loser?! Karma Police - Radiohead.

3 comentários:

Flavour disse...

*AGENTE* (sic) vai.

=D creio nisso.

*Day disse...

Nós mulheres? as que mais sofrem? com certeza. Mas confesso não saber mesmo o que é romantismo. =S
se for pra europa me chamaa!
bjo

David Nascimento disse...

Estou pensando sobre o que mais concordo com o que disse: Vamos por parte?
1º as comédias românticas quase sempre constituem a história da morte do cinema (tenho sido muito crítico - desde que nasci kkk).
2º roubaram todo meu romantismo² (alguns romantismos morrem nas linhas de telefone).
3º já não sou mais a mesmo (vivi 20 anos nos 2 últimos).
4º Mudar? Só se for pra Europa³ (é a melhor idéia de todas).
De qualquer forma, pensar e remontar o que somos ou o que fomos é sempre muito saudável.
Como não consigo ficar sem dar meus pitacos, assista ao filme "Dançando no escuro", mas por favor, não me xingue depois, e mais uma coisa, NÃO PROGRAME NADA PARA DEPOIS DO FILME.
beijo