quinta-feira, 9 de novembro de 2017

-2.25

Comprei um novo par de lentes hoje, e que fique claro, não é para te ver melhor, dessa vez é pra conseguir enxergar o tamanho do mundo, todas as oportunidades que deixei de ver porque meu foco era você. Agora quero ver o horizonte, e tudo que houver depois dele, é que lá de longe eu achava inatingível, pois bem, agora vou trazer pra perto tudo aquilo que eu quiser porque eu vou observar e saber o que posso ter comigo. De perto, já sei o que me dói, de longe, vou aprender, sem nenhum obstáculo me impedindo. Agora eu vejo, quando não te vejo mais.

quarta-feira, 1 de novembro de 2017

Não leia hoje.

Eu acredito em mim quando digo que não sinto nada por você, até porque existem dias que realmente não sinto. Você tá lá, meio que por minha conta, aliás, nossa conta, quando a gente se quiser. Mas aí você aparece, perguntando 'cadê você?' e eu já estava cheia de saudades e vontades, aí me vem aquele frio na barriga, uma ansiedade incomum, mãos suando e inquietude, estou indo te ver. Nunca é ruim, nunca me decepciona, nunca teremos nada. Quando estou com você me desligo do mundo, como se aquele colchão fosse nossa bolha, você pode me dizer o que quiser, vai ficar ali, vai ficar entre nós dois. E então eu vou embora, satisfeita, pensando em você, no quanto o seu cheiro é bom, no quanto eu sei que você estava me esperando, porque a verdade é que eu gosto de estar aí tanto quanto você gosta de me ter aí. Essa é uma das poucas certezas que eu tenho sobre você. Sei que você tem poucas bermudas, sei que tem um gato, não consigo te imaginar com aquelas botas, ouvi Faded. E escrevendo cada detalhe desse eu sorri, porque fui lembrando dos seus olhos nos meus. E, droga, isso é sintoma de paixão.

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

quase real.

Tenta vir hoje garota, me usa daquele jeito bem sem pudor e depois queira ficar um pouco mais. Me dá espaço pra sentir o seu cheiro, te deixo deitar no meu ombro, mas só hoje, porque tô precisando de você aqui. A gente é meio sem jeito assim, mas do nosso jeito, a gente se esbarra, a sintonia explica o que nem eu nem você dizemos. A meia luz me faz sussurrar no seu ouvido e te beijar sem perceber, como se não houvesse outra solução, senão te ter aqui. Ainda não descobri o que te traz de volta toda semana, você não me pergunta nada, só vem e vai, despede com um sorriso satisfeito e some de novo. E antes que acabe deixa eu dizer seu nome mais uma vez, e te mostrar o quanto eu quero você aqui porque a gente já sabe que as coisas vão complicar. Mas vem hoje. Eu me viro amanhã sem você, hoje não.

domingo, 6 de agosto de 2017

lição.

Com o tempo fica fácil limpar a sujeira que eu arrastei pra debaixo do carpete, algumas coisas na minha vida precisam primeiro ser deixadas de lado pra depois deixar pra lá. Fazer minha faxina mental requer além de paciência, muita força de vontade, eu procrastino muito, sou dispersa e facilmente impressionável. Mas aos poucos, a luta contra mudanças se torna a necessidade de crescer, e pra caber o tanto de vida que quero em mim, preciso de espaço, o que inclui tirar o que não me acrescenta. Nenhum dia é como o outro, ninguém é igual, porque logo eu deveria continuar na inércia? Começo logo querendo o bem de todo mundo, perdoando quem não fez por mim o mesmo que eu fiz, agradecer pela quantidade de bençãos e por todos os dias ter uma nova chance de sair da cama pra fazer tudo diferente e melhor, me rodeando de pessoas que me querem por perto e aceitando as diferenças e limitações de cada um, entender meus erros e aprender com todos eles. As melhores coisas da vida não são coisas, felicidade não avisa que tá chegando, não há nada que você não possa mudar.

sexta-feira, 4 de agosto de 2017

senhor tempo.

Não se deixe iludir menina, em toda relação que você entra, a verdade é que você está em busca do amor da sua vida, mesmo que você não tenha a menor consciência disso. O que acontece é que não te balança do jeito que os livros de romance te falaram, você não sente nenhuma borboletinha querendo bater asas no seu estômago, você não se vê de noiva entrando na igreja. E vai por mim, isso é super normal, você não vai dar certo de cara com praticamente ninguém, e aquele negócio de amor a primeira vista raramente acontece. E pra piorar a situação toda, você tá tão machucada que se sabota até quando as coisas estão legais. É fácil se fechar, o difícil é se expor, mergulhar de peito aberto num mundo cheio de pessoas rasas. Não dá trabalho ficar horas sem responder, nem esquecer o telefone em casa, porque no final das contas, quando existe um coração pulsando de amor, ahh, você não vai ser capaz de desgrudar do telefone, esperando ansiosamente aquela resposta, e sorrir involuntariamente olhando pra tela. Mais do que não encontrar o príncipe encantado, você nem quer procurá-lo, talvez nem saiba o que fazer quando ele chegar, se é que vocês já não se cruzaram por aí. Não gostar de ninguém é comum, é normal e é saudável, você passa a se conhecer melhor e cuidar muito bem de você mesma. Quando as suas feridas cicatrizarem, fica mais fácil deixar o frio entrar na barriga, mas por ora, menina, te acalma, não tem nada de errado com você.

segunda-feira, 31 de julho de 2017

um agora

Eu sei que fui uma louca, não me julgue mais do que eu mesma o fiz. Nós dois atingimos um nível elevado de intimidade, aquele que você sabia bem onde me doer, assim como eu, e assim a gente fez. Você não sabe o que é amar acima de todas as coisas, e não tem ideia do quanto isso é sufocante. Eu só queria te ter o tempo todo pregado em mim, ouvir sua voz o dia todo e quando chegasse a noite, te abraçar pra dormir tranquila. O seu olhar era o meu calmante, a minha paz interior. Mas assim como você não tem noção do quanto dói amar, não calcula o quanto é difícil enfrentar o vazio do 'não amor'. Eu sou movida por amor, dentro de cada veia do meu corpo corre uma energia vibrante que precisa amar intensamente. E quando falta quem amar, sobra vazio, um buraco que não se fecha com festas, bebidas, cigarros ou beijos aleatórios. E não é que eu não queira gostar de alguém, talvez eu até queira mesmo ter alguém pra chamar de meu, mas nesse momento, esse vazio está me ensinando o egoísmo saudável. Por isso não me envolvi com ninguém, eu não tenho o direito de arrastar alguém pra minha bagunça que eu não quero arrumar agora, não posso deixar alguém entrar no meu mundo se eu não tenho a intensão de deixá-lo ficar. Eu vou acabar machucando algumas pessoas nesse processo, inclusive, eu mesma, porque a ideia inicial era sair ilesa, sem ferir ninguém. E nessa guerra, por não querer sofrer, acabo não deixando o sentimento mais lindo do mundo entrar de novo. A culpa não foi sua, nem minha, é só um mundo cruel onde a gente tem que se virar do melhor jeito que conseguir, onde doer menos, onde eu não sou mais sua e onde eu tenho que me cuidar SOZINHA.

domingo, 30 de julho de 2017

Como é bom me ver dentro dos seus olhos

Tá bom, as coisas sairam um pouco fora do controle, é um sábado a noite e você está vindo me ver, a gente não é assim. Confesso que você está mexendo com a minha cabeça e isso não é bom. A gente se olhou nos olhos por tempo demais e ainda assim não pareceu estranho, eu vi o que tem dentro de você e por incrível que pareça, não me assustou. Cara, você é um pacote completo! Nem sua melhor propaganda fez justiça a tudo o que você tem pra oferecer. E quando você vai embora, eu sei que queria ficar, eu sei que queria conversar um pouco mais, mas depois dessa, acho que nós dois estamos com medo de nos olhar de novo, nada foi tão pessoal, nada foi tão íntimo quanto aquele momento. E eu percebi que simplesmente não te conheço e não sei o quanto você vai deixar eu conhecer, você parece estar gostando mesmo de lance superficial, pelo visto, entrar no seu mundo vai ser uma tarefa e tanto. Só me xinga de novo por não te responder, que seja pra fingir que se importa comigo, porque eu já quero te ver de novo, mas as coisas já estão meio bagunçadas e depois dessa noite, garota, eu só preciso te dizer o quanto você me mata aos poucos.

quarta-feira, 26 de julho de 2017

Contato apagado com sucesso

"Tu me conhece, cara. Tu sabe minhas dores. Tu não tinha o direito."

Foi a única coisa que eu recebi dela, depois de todo esse tempo, depois de todo esse orgulho, depois de toda essa luta pra não doer mais. Eu não fiz nada de errado, eu tava curtindo a minha vida, do meu jeito, no meu canto. Só não entendo porque mesmo sabendo que não era errado, estou me sentindo um lixo. Eu vou me afastar garota, vou te dar o ar que você precisa, talvez seja a cura que nos falta. Não me culpe se eu te de um tchau na rua, ou curtir uma daquelas suas fotos lindas, nem eu sei porque faço isso, deve que o meu inconsciente faz isso pra você não desistir de mim. Talvez você devia mesmo, desistir da gente, eu não mereço esse sentimento todo que tinha aí, nunca soube lidar com suas tempestades. Enfim, eu vou continuar nessa vida minha, espero que você não, porque pra você eu desejo o melhor.

segunda-feira, 17 de julho de 2017

Planetário

 Não precisa ser perfeito pra ser bom, foi o que ela me disse, até porque não tinha sido nada perfeito. A gente não se conhecia direito, mas o jeito dela me deixava curioso, às vezes passava a impressão de fútil, outras era muito desligada, mas cá pra nós, isso era só o disfarce perfeito para uma romântica  incorrigível, que foi brutalmente machucada e que não quer deixar ninguém entrar. Há quanto tempo eu não via as estrelas como naquela noite? A gente conversou bastante, eu cheguei até compartilhar algumas coisas pessoais que alguns amigos bem próximos não sabem, ela falou bastante, sim, ela conversa muito, de um jeito legal, que consegue te deixar a vontade, e te faz querer estar naquele papo, e no próximo, e já encontrar algum outro assunto, só pra ouvir ela contar mais um história. Mas eu não consegui entender como ela pensa, não dá pra acompanhar. Então vou torcer pra que na bagunça dela, ela queira me achar de novo.

sábado, 8 de julho de 2017

Reticências

Vai dar outro dia de semana que vou querer te ver, e porque? Não sei! De onde tirei essa ideia absurda? Tão errado de tantas maneiras eu só sei que quando percebi já te chamei de novo. E você vem, e vai embora. E me pede um pouquinho de atenção, que ainda não sei como te dar. Arrependido, eu te esqueço, como se nada tivesse acontecido, aí sua foto aparece na minha frente na rede social e já era. Não sei o que você está esperando de mim, tomara que não seja um bom dia, eu não sou desses caras, aliás, podia até ser, mas não com você. Não que você não mereça, porque pelo que eu ouvi, você merecia que eu até abrisse a porta do carro, mas garota, como? É possível que essa semana eu tente esquecer seu nome e não te chamar, mas se eu encontrar outro fio de cabelo seu no meu cobertor, talvez eu te convide pra gastar meia hora comigo, porque eu sei que você vem, e eu sei que eu quero você aqui de novo, e eu sei que vai se repetir. Só não sei no que isso vai dar.